Cenários, modelagem e simulação

   A montagem de cenários é uma atividade multidisciplinar. Aspectos políticos, econômicos, sociais e externos devem ser examinados. No tocante ao aspecto econômico, a simulação dos cenários alternativos exige um conhecimento adequado das variáveis e fatores condicionantes, e o uso, mesmo intuitivo, de um arcabouço teórico para a simulação dos vários tipos de política econômica. Com este objetivo, a Consultoria oferece dois sistemas de simulação, ambos de fácil utilização e de uso interativo com o usuário. Os simuladores são específicos e exclusivos da empresa contratante.

 

   O primeiro sistema é voltado para a montagem de cenários macroeconômicos, baseado num modelo econométrico de médio porte, com 49 equações. As estimativas baseadas em modelos macroeconométricos permitem a consistência entre variáveis e assim produzem os chamados cenários estruturados. A estrutura do simulador é baseada no modelo macroeconômico da economia brasileira, publicado originalmente em 1984 e desde então expandido e revisado continuamente. A divulgação, em forma resumida e numa lista parcial de variáveis, é feita em relatórios distribuídos aos clientes, e mensalmente em Latin American Consensus Forecasts, editado na Inglaterra. Desde 1988, o sistema tem sido utilizado por inúmeras empresas para a montagem do seu planejamento estratégico de médio e longo prazo.  

 

  O segundo sistema é voltado para a montagem de cenários setoriais integrados aos cenários macroeconômicos. Uma vez quantificados, os resultados macroeconômicos são inseridos automaticamente em modelos setoriais, para avaliação de cenários do mercado de empresas. Os simuladores setoriais são desenvolvidos para empresas, que, uma vez implantados em computadores convencionais, permitem refazer os cenários setoriais em resposta a uma mudança não esperada no ambiente. A Consultoria é uma das pioneiras na ponte entre os cenários macroeconômicos e o comportamento de setores específicos. O sistema SEM-SE® está registrado no INPI, Instituto Nacional da Propriedade Industrial, Certificado RS 04228-1, expedido em 20 de janeiro de 2010.

 

Para acesso aos relatórios sobre o tema clique aqui.